Home / Cabelos  / Óleos capilares: novidades e aplicações

Óleos capilares: novidades e aplicações

Se antes os óleos capilares eram considerados sinônimos de cabelos oleosos e pesados, hoje eles passaram de vilões para queridinhos de clientes e profissionais da beleza. O boom de mercado começou com o óleo de

a

Óleos capilares: novidades e aplicações

Se antes os óleos capilares eram considerados sinônimos de cabelos oleosos e pesados, hoje eles passaram de vilões para queridinhos de clientes e profissionais da beleza. O boom de mercado começou com o óleo de argan, e atualmente existem cosméticos com diversas matérias-primas, como côco, abacate, milho, macadâmia, pracaxi, ojon, buriti, camélia… “Cada um tem uma função. Há óleos específicos para cabelos grossos e com volume, finos e sensibilizados, danificados, coloridos”, diz Lauro Soares Boos, coordenador regional da Intercoiffure Brasil e proprietário do salão Heads Coiffure, em Campinas (SP).

É exatamente pela diversidade de óleos existente no mercado que o profissional da beleza pode ficar em dúvida de quando usar cada um deles. Se esse é o caso, saiba que nem todos são voltados ao tratamento da fibra capilar. “Alguns apenas reduzem o frizz, sem penetrar nas camadas mais profundas dos fios”, diz o hairstylist Eddy Paixão.

Lauro Soares enumera os usos dos óleos: “uns são para ser usados antes da escova, pois possuem proteção térmica ou são termoativados. Outros têm filtros solares UVA e UVB e devem ser aplicados antes da exposição ao Sol. Há ainda os que agem somente após a escova ou com o cabelo seco; e os que podem ser misturados com a máscara para um tratamento mais intenso”.
Segundo Eddy, muitos deles podem ser usados, além na hidratação, nos processos de coloração e descoloração, para diminuir a agressão aos fios. Por essa diversidade de usos, é necessário ler as instruções do fabricante sempre que for experimentar um óleo novo.

Dicas de profissional

  • Os óleos mais grossos são indicados para cabelos secos, volumosos e indisciplinados.
  • Os mais leves são ideais para madeixas finas, pois não têm a função de retirar o volume, apenas tratam e dão brilho. Eles são ideais para cabelos, já que são menos concentrados e podem contar álcool para aumentar sua volatidade.
  • Os óleos minerais e silicones não têm o poder de penetrar na parte interna do cabelo, servindo somente para retirar o frizz.
  • A maioria dos óleos vegetais consegue penetrar no fio e tratar mais profundamente, transformando um cabelo ressecado em mais macio e controlado.
  • Nunca exagere durante a aplicação! Coloque sempre pouca quantidade e se achar necessário, acrescente mais.
  • Não aplique o óleo diretamente no couro cabeludo, somente no meio e nas pontas dos fios.

Mais informações:

Heads Coiffure
(19) 3295-6737
www.laurosoares.com.br

Eddy Paixão Coiffeur
(11) 2762-4133 | 98183-7616

Deixe seu comentário
Visão geral da revisão
Sem comentários. Seja o primeiro a comentar.

POSTAR UM COMENTÁRIO